Categorias
Dicas

Como lidar com resultados anormais de ultrassom

Se você é como a maioria das mulheres grávidas, não podia esperar pela primeira visita de ultrassom . Não apenas confirmaria sua gravidez, mas também planejava descobrir o sexo do seu bebê, se possível. Mas, uma vez na sala de exame, você se deparou com uma notícia inesperada – o ultrassom inicial mostrou algumas anormalidades em potencial que o médico queria investigar mais a fundo.

Provavelmente você ficou chocado e sem acreditar, a ansiedade e o estresse lavando sobre você em ondas. E, embora o médico provavelmente tenha lhe fornecido algumas previsões iniciais sobre a probabilidade de seu bebê realmente ter algo errado com ele, tudo o que você conseguia pensar era no que isso significaria para sua família. Você pode ter se perguntado: “Como vou lidar se os ultrassons e os testes adicionais mostraram que algo estava realmente errado?”

Compreendendo os ultrassons

Antes que você possa lidar adequadamente com a ideia de que algo pode estar errado com o desenvolvimento de seu bebê , é útil entender o que as várias formas de ultrassom fazem e por que são usadas.

De um modo geral, os ultrassons são procedimentos que usam ondas sonoras de alta frequência para escanear o abdômen e a cavidade pélvica de uma mulher, criando uma imagem do bebê e da placenta .

Embora os ultrassons possam ser realizados a qualquer momento durante a gravidez, às vezes são usados ​​quando há suspeita de problema. Por exemplo, um ultrassom pode ser usado no início da gravidez para diagnosticar uma possível gravidez ectópica .

Os ultrassons também podem ser usados ​​em combinação com outros testes, como uma amniocentese, para validar o diagnóstico.

Durante o primeiro trimestre , os ultrassons são frequentemente usados ​​para confirmar a gravidez, detectar o batimento cardíaco, medir o bebê e avaliar a gestação anormal. No segundo trimestre, eles podem ser usados ​​por um médico para verificar se há defeitos congênitos, confirmar gestações múltiplas, verificar o crescimento, avaliar o bem-estar do feto e verificar os níveis de líquido amniótico.

Durante o terceiro trimestre, o médico costuma usar um ultrassom para identificar a localização da placenta, observar a apresentação fetal, observar os movimentos fetais e identificar anormalidades pélvicas.

No geral, existem basicamente sete tipos diferentes de exames de ultrassom. Aqui está uma visão geral dos tipos mais comuns de ultrassom usados.O que você deve esperar do ultrassom do primeiro trimestre?

Ultra-som padrão

Esse tipo de ultrassom é o exame tradicional com o qual a maioria das gestantes está familiarizada. Durante o exame, um transdutor é rolado sobre o abdômen para gerar imagens 2-D do feto em desenvolvimento.

Varredura Transvaginal

Sondas projetadas especificamente são usadas dentro da vagina para gerar imagens de ultrassom. Os ultrassons transvaginais são usados ​​com mais frequência durante os primeiros estágios da gravidez.

Ultra-som avançado

Embora esse exame seja semelhante a um ultrassom padrão, ele usa equipamentos mais sofisticados para examinar um problema suspeito.

Ultrassom 3-D

Este ultrassom usa sondas especiais e software para criar imagens 3-D do feto em desenvolvimento.

Ultra-som 4-D ou 3-D dinâmico

Este ultrassom usa scanners especialmente projetados para visualizar principalmente o rosto e os movimentos do bebê.Os tipos de ultrassom são usados ​​para finalidades diferentes

Ecocardiografia Fetal

Este exame usa ondas de ultrassom para revisar a anatomia e a função do coração do bebê. Normalmente, esse ultrassom é usado quando há suspeita de defeitos cardíacos congênitos.

Ultrassom Doppler

Este exame mede as mudanças na frequência das ondas de ultrassom conforme elas ricocheteiam em objetos em movimento, como as células sanguíneas do bebê.

Preparação para o seu acompanhamento

Embora não haja nada que você precise fazer para se preparar fisicamente para o próximo ultrassom, você precisa se preparar mentalmente. Com base na sua situação pessoal e nas informações fornecidas pelo seu médico, os testes adicionais podem ser apenas uma precaução.

É importante não ficar excessivamente estressado neste ponto. Muitas vezes, os médicos enviam as mulheres para ultrassom apenas por precaução. E, no final, não há nada de errado com o bebê, embora um exame de sangue ou ultrassom inicial sugerisse que poderia haver um risco.

Por esse motivo, é extremamente importante que você não se permita pensar em “e se” e, em vez disso, concentre-se em cuidar de si mesma e de seu bebê em desenvolvimento. Certifique-se de comer bem, beber bastante água, tomar vitaminas pré-natais e dormir bastante. Você não estará fazendo nenhum favor a si mesma ou ao seu bebê se não continuar a cuidar de si mesma.

Lidando com más notícias

Se, de fato, receber notícias de que seu bebê em crescimento tem algumas anormalidades, a primeira coisa que você precisa fazer é respirar fundo. Receber esse tipo de informação nunca é fácil e pode parecer opressor quando você tenta chegar a um acordo com o que esperar daqui para frente.

Além disso, pode ser difícil prestar atenção total ao que o médico está dizendo. Portanto, você pode perguntar ao médico se pode gravar a conversa para poder voltar mais tarde e ouvir novamente quando suas emoções não estiverem tão confusas. Aqui estão algumas sugestões adicionais para lidar com resultados de ultrassom anormais.

Permita-se sofrer

Para a maioria das mães, as lágrimas vêm naturalmente. Esta é uma reação normal. Agora não é o momento de tentar ser corajoso ou ser forte. Permita-se sentir o que está sentindo. Suas lágrimas não são um sinal de fraqueza e o medo é totalmente natural. Você está perdendo as expectativas e enfrentando alguns desafios.

Determine o que você precisa

Cada mulher é diferente. Portanto, é importante pensar sobre o que você precisa agora. Você precisa abraçar seu cônjuge? Tire o dia, ou a semana, de folga do trabalho para se recompor? Ou você precisa da distração do trabalho e de uma agenda lotada? Pense no que você precisa no momento e faça acontecer.

Revisite as informações

Provavelmente, suas emoções e o choque inicial o impedirão de se lembrar de tudo o que o médico disse. Se você gravou a conversa, volte e ouça. O que você perdeu? O que você interpretou mal? Certifique-se de ter uma visão completa do que está acontecendo.

Em alguns casos, o médico marcará outra consulta para você discutir as anormalidades com mais detalhes e desenvolver um plano para o futuro. Se o seu médico não oferecer isso e for algo que você deseja, certifique-se de solicitá-lo.

Use fontes confiáveis

É natural querer saber mais sobre a condição do seu bebê em desenvolvimento. Portanto, se você decidir usar a Internet para realizar uma pequena pesquisa, certifique-se de usar fontes confiáveis. Existem muitas informações não confiáveis ​​na web. Como resultado, você precisa ter certeza de que as informações que está coletando são precisas.

Escreva suas perguntas e preocupações

Certifique-se de manter uma lista contínua de suas perguntas e preocupações. Dessa forma, na próxima consulta com seu médico, você poderá obter todas as suas perguntas respondidas e ter suas preocupações atendidas.

Considere o que dizer à família e aos amigos

Quando os pais se deparam com a notícia de que algo está errado com seu bebê em desenvolvimento, eles podem ter dificuldade em saber o que dizer a outros familiares e amigos. Prepare-se com antecedência para saber quantas ou poucas informações você deseja compartilhar.

Além disso, esteja preparado para uma demonstração de amor e apoio, muitas perguntas e talvez até alguns comentários imprudentes. Alguns saberão apenas dizer e outros farão as declarações mais inadequadas.

Tente lidar com cada situação com graça e amor. Mas não há nada de errado em avisar alguém quando ele ultrapassou o limite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *